Loading...

segunda-feira, 18 de abril de 2011

Note Acer



Como eu fico muito tempo no meu computador fiz esse poeminha para piorar as coisas!!! A minha família costuma a reclamar sobre esse "vício", mas eu nem sei direito o que dizem, já que estou concentrada demais em outra atividade! Lá vai!


Em sua pele lisa;
 Meus dedos deslizam e abro-te em dois.
 Sua face brilhante;
Me hipnotiza no primeiro olhar.
E quando me falta, me leva em desgraça;
E quando não falta me leva ao vício;
Labirinto infinito de cores, sons e fantasias astrais.

Gosto do seu sorriso;
 Seu jeito atento me avisa do dia, da hora como quem quer me cuidar;
Gosto dos teus olhos;
Tornando o espelho tirando os defeitos que eu devo ter;
Gosto do seu toque;
Como um piano traduz dos meus dedos as notas de contos reais;

Escraviza sua dona;
 Possui o objeto;
Perfeito imperfeito;
Quem tem mais defeito que sabe quem é de quem.
Te afago no colo feito mãe cuidadosa;
E como amante;
Te pego, te uso e preciso.
Depois te humilho;
Te encho de lixo, maldigo e digo que vou te trocar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário